Por que não eliminar a safena em cirurgia de varizes?

7 razões que nos fazem optar pela CHIVA

 

  1. Sabe-se que pessoas que têm varizes apresentam alteração nas veias e tendência a recidiva. Desta forma, quanto menos recidivas no longo prazo melhor para o paciente. Quanto menor a magnitude dos procedimentos nas reintervenções, melhor para o paciente. A CHIVA apresentou menos recidivas que o stripping em alguns ensaios clínicos.
  2. Se possível conservar a safena para uso futuro. Pode ser importante em pontes de safena para coronárias ou membros (em casos de isquemia).
  3. Manter a circulação  da perna caso ocorram recidivas, trombose ou traumas no futuro que criem necessidade de maior drenagem.
  4. Procedimento que possa se adaptar os tratamentos aos tipos e locais anatômicos da insuficiência venosa crônica.
  5. Conservar a função de drenagem da veia safena para diminuir recidivas de colaterais e microvarizes.
  6. Limitar a progressão de varizes em caso de ocorrer um novo ponto de fuga de fluxo profundo. ( Os novos pontos de fuga são comuns e não existe como evitá-los até o momento)
  7. Quanto menor o porte e menor risco tiver o procedimento melhor. A anestesia local tem baixo risco. Alem disso, a anestesia local evita lesões em nervos que ocorrem em procedimentos com raqui ou anestesia geral.